17 Atitudes Amadoras Que Destruirão O Seu Negócio De Lembrancinhas

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Guia Prático Gratuito

ebook-final-400px.png

Como trabalhar com lembrancinhas e ganhar até R$ 4.000,00 Mil por mês, trabalhando no conforto da sua casa.

17 Atitudes Amadoras Que Destruirão O Seu Negócio De Lembrancinhas

Em qualquer negócio existe uma série de atitudes que precisam ser “exterminadas” da rotina da empreendedora ou do empreendedor que quer ter sucesso na sua trajetória.

Neste artigo nós estamos listando as 17 atitudes amadoras que destruirão rapidamente o seu negócio de lembrancinhas, caso você não faça nada para mudá-las.

A sua mentalidade, a configuração da sua mente (ou “Mindset“) será o fator principal responsável por estas mudanças necessárias para empreender.

Existe uma teoria que mostra que, infelizmente, somente 9% das pessoas conseguirão esta mudança. (É uma teoria!)

Somente 9% das pessoas estão dispostas a criar soluções, a empreender verdadeiramente, a correr atrás e “executar suas idéias”. (E não ficar somente “fazendo parte da paisagem”)

Existe uma teoria que diz que 90% das pessoas “fazem parte da paisagem”, 9% das pessoas fazem parte da solução (criam soluções, empreendem) e 1% das pessoas fazem parte do problema (criam problemas).

Voltando ao nosso artigo…

… citarei abaixo as 17 atitudes amadoras que podem acabar com a sua reputação e com o seu negócio de lembrancinhas em muito pouco tempo.

Atitude #1 – Trabalhar De Graça Por Muitas Vezes

Sim, você deve fazer pedidos de graça como forma de divulgação, principalmente no início do seu negócio. E, você já deve deixar bem claro para as pessoas que apenas o primeiro pedido será grátis!

– É isso mesmo! As coisas deve ser esclarecidas desde o início.

Aquele velho ditado é uma das maiores verdades nos negócios, lembra?

– Amigos, Amigos, Negócios a parte!

Quer dizer, você tem amigos(as)?

– Ok.

Mas, eles, como bons amigos que são, precisam entender que o que você faz é um trabalho, você tem um negócio e não uma instituição de caridade.

Portanto, já sabe.

Trabalhar de graça somente no início e poucas vezes!

Oferecer algum desconto pode, mas sem abusar.

Agora, aproveite e peça que façam uma boa divulgação também. 😉

Atitude #2 – Encarar O Negócio Como “Hobby”

– Sim. Ok! Você começou como um hobby.

– Tudo bem! Nada de errado nisso.

Todos nós temos “hobby’s”.

A grande diferença é que você precisa definir logo e muito bem se aquela atividade vai continuar sendo um hobby, um lazer OU você quer transformar aquilo que você faz tão bem, em um negócio próprio?

Esta decisão precisa ser tomada logo!

Senão, você acaba achando que tem um negócio, que quer fazer vendas e ter um rendimento, mas leva as coisas como lazer e nunca vê a cor do dinheiro.

Se você não definir o que é hobby e o que é seu trabalho, as coisas não irão evoluir.

Pelo contrário, você jamais verá resultado algum.

Atitude #3 – Não Definir Horário Nem Rotina De Trabalho

Este é uma das atitudes mais perigosas, pois pode comprometer todo o funcionamento da sua empresa.

Muitas empreendedoras “trabalham quando dá”.

– Isso mesmo! Fazem de tudo e o negócio fica sempre por último.

Encara os poucos pedidos que tem como um “favor” em troca de um dinheirinho. Mal sabe quanto vai cobrar por aquele “trabalhinho” que vai fazer.

É quase um bico!

– Nem o maridão leva a sério.

Se você quer mesmo empreender e ter um negócio de sucesso em casa, precisa se organizar, criar uma rotina e gerenciar seus horários.

Separe as primeiras horas do dia para as tarefas mais importantes, aquelas que vão colaborar diretamente com as vendas.

Por exemplo: Fechar orçamentos, embalar pedidos que serão postados a tarde, responder emails e enviar amostras.

Na parte da tarde você pode fazer as postagens do dia e depois cair em cima da produção dos pedidos seguintes que estiverem em andamento.

No final do dia, dar uma conferida nas redes sociais, programe umas postagens para o dia seguinte, responda algumas dúvidas de clientes/visitantes.

– Entendeu?

Esta é só uma sugestão pra você tomar de exemplo. Vamos lá montar a sua rotina?

Atitude #4 – Não Se Apresentar Como Uma Empresa

Esta também é uma atitude muito ruim.

Ao invés de você apresentar a sua empresa de lembrancinhas, você se apresenta como “uma pessoa que faz lembrancinhas”.

– Nããããoooo!

Você precisa dizer que é dona de uma empresa de lembrancinhas. Isso aumenta a sua credibilidade. As pessoas e clientes já olham pra você com mais profissionalismo.

Não importa se a empresa é você e sua “cadeira”.

É uma EMPRESA!

Atitude #5 – Negociar Demais Os Seus Preços Por Medo

Você não tem que fazer “leilão” dos seus produtos.

Você trabalhou, criou, calculou e montou o seu negócio e por isso sabe muito bem o custo dos seus produtos e por quanto deve vender.

Não são os clientes que dirão quanto suas lembrancinhas deverão custar, se está caro ou barato, se “fulano” vende mais barato, etc. (Vai comprar no fulano então)

Se você estiver fazendo tudo certinho, todos os seus cálculos de custo e preços de venda, então não tem porque ter medo da pressão dos futuros clientes.

O que você precisa aprender a fazer é VENDER. Apresentar uma boa “oferta” dos seus produtos.

Lembre-se sempre que: Oferta é diferente de Produto!
– Conrado Adolpho

Produto é a descrição das características, tamanho, cor, peso, altura, modelo, etc.

Oferta é aquilo que o produto faz, são os benefícios reais ao comprar aquele produto, qual a transformação que ele causa, qual o valor que ele vai agregar em uma festa ou evento, etc.

Quando você acerta na oferta seu cliente não questiona.

Você não precisa enfrentar as pressões por preço. A sua situação de venda fica muito melhor e bem mais fácil.

Portanto, não entre nas brigas de preços sugeridas pelas pessoas.

Mostre o valor dos seus produtos através de uma boa oferta! Ao descrever o seu produto, fale dos benefícios que ele levará ao seu cliente e não somente das características físicas.

Descreva os benefícios do seu produto e diga “porque” será maravilhoso para sua cliente comprar com você.

Atitude #6 – Variar Demais Os Produtos Do Seu Negócio

Não entre no jogo de que você precisa criar um produto novo por dia, para um mercado diferente ou porque acha que teve uma idéia nova mirabolante.

Mantenha o foco, siga uma linha de trabalho, crie um processo de vendas para uma determinada quantidade de produtos, focados em alguns poucos nichos.

Por exemplo: Comece trabalhando com Maternidade e Infantil, teste tudo, crie produtos relacionados, faça vendas, muitas vendas, veja os problemas, solucione-os, faça testes, mas não saia destes dois “nichos” (maternidade e infantil).

Depois que você aprender tudo com estes dois nichos, será muito mais fácil aplicar os mesmos métodos nos próximos nichos, como casamentos, por exemplo.

Atitude #7 – Não Criar A Sua Própria Marca

Se não existe uma marca, não existe um negócio.

O seu negócio precisa de uma marca. Ponto!

Crie uma marca desde o início. A própria palavra já diz, marca, é aquilo que fica “marcado”, nas pessoas, nas mentes das pessoas, nos lugares, etc.

Você vai trabalhar todos os dias a favor da sua marca. Ter uma merca serve de motivação para o seu negócio. Você vai se esforçar para levar aquela marca às pessoas.

É você quem faz a sua marca crescer. Não espere encontrar um nome perfeito que já começará com sucesso! O seu trabalho faz o sucesso da sua marca.

Vai batalhar duramente para que a sua marca fique realmente nas pessoas.

Não comece o seu negócio sem uma marca definida.

– Crie um logotipo e um slogan, ok?

Atitude #8 – Perder Os Prazos Dos Clientes

Essa é uma das piores atitudes (se não for a pior).

Perder um prazo é perder o cliente para sempre, neste mercado de lembrancinhas e personalizados.

Não tem volta. É criar uma marca negativa para sempre no seu cliente. Toda vez que chegar a época daquele evento, a primeira coisa a ser lembrada (negativamente) será a sua empresa. ?

“Aquela $#%#$ que ano passado me deixou na mão, blá, blá, blá…”

É…. vai ser assim, infelizmente. E ainda vai te queimar por aí, dependendo do estrago.

Portanto, atenção nos prazos ?, anote tudo e sempre que puder antecipe ? as entregas.

Atitude #9 – Passar Mais Tempo Vendo TV Do Que No Negócio

– Esta não vamos nem gastar muitas linhas aqui, hein!

Se você prefere passar mais tempo vendo televisão do que pensando, trabalhando ou desenvolvendo o seu negócio, é melhor parar de perder seu tempo lendo este artigo.

Mude sua mentalidade, pense em sua vida. A TV (aberta) não vai te ajudar em nada! Pelo contrário. Ela vai te manter em um estado de pânico e tensão e ainda te jogar pra baixo.

A TV (aberta) precisa te manter “viciada” em seus programas para que possam ganhar com suas intermináveis propagandas.

Muitos programas são criados apenas como “canais” para se vender mais propagandas nos intervalos, gerar lucros e não agregar valor algum para a sociedade. (vide o BBB)

– Fuja aos poucos até se livrar ao máximo.

Atitude #10 – Não Saber Seus Custos, Nem Quanto Vende

Se você não sabe quanto custa cada uma de suas lembrancinhas, o sinal vermelho já deve estar aceso por aí.

Com certeza, se você não sabe seus custos então não tem nem idéia de quanto vendeu ou de quanto ganhou ao final do mês.

O que é pior ainda!

Se você não souber o quanto vendeu, quanto gastou e quanto lucrou, como espera conseguir tirar um salário (Pró-Labore) pra você?

Atitude #11 – Usar O Dinheiro Da Empresa Pra Pagar Suas Contas

Esse é arrasador! Destrói completamente o poder da sua empresa de (um dia) se tornar alguma coisa no futuro.

Você não pode usar o dinheiro da empresa para pagar suas contas, e ponto final.

A sua empresa é dona do dinheiro que entra pra ela. O que você deve fazer é tirar uma quantia mensal pra você, um salário, o famoso Pró-Labore.

Exemplo: Sua empresa faturou 4 mil reais no mês e você tirou 800 reais de salário.

– Pronto!

– Acabou!

O resto que fica lá é da empresa. Para reinvestir, fazer o capital de giro no próximo mês, comprar materiais, etc. Não pode ser usado!

O empreendedor precisa seguir a seguinte regra: Empresa rica, dono pobre. Empresa milionária, dono quase rico. Empresa multi-milionária, dono rico…
– Conrado Adolpho

Atitude #12 – Só Copiar E Usar Trabalhos Prontos Da Internet

Se você acha que está se dando bem porque tem encontrado muitos moldes prontos, artes prontas, convites prontos na internet, está bastante enganada.

É claro que existe diversos sites que oferecem mesmo, muitas coisas gratuitas, trabalhos bem legais e você pode usá-los sim… mas…

Muitas outras pessoas estarão usando também.

– Isso não te incomoda?

Você pode usar sim, mas com moderação. De preferência utilize para ter idéias, se inspirar e depois criar os seus próprios trabalhos, suas próprias artes digitais.

E, atualmente, não há desculpas pra dizer que não sabe ou não tem como aprender. Aqui nesta página você vai conhecer e entender como técnicas simples podem te ajudar a criar suas próprias artes digitais.

Você precisa exercitar a sua criatividade sempre. Criando seus próprios produtos, você estará criando a “identidade” do seu negócio. Isso é o que você mais quer quando cria um negócio.

As pessoas precisam reconhecer que aquele determinado trabalho é seu, porque tem a sua identidade, suas características. E é isso que você aprenderá Aqui.

Atitude #13 – Achar Que Não Precisa Fazer Cursos

elo7 mais vendidos

Esta é uma atitude que atinge grande parte dos empreendedores e empreendedoras e você só percebe a importância de se especializar quando nota que está perdendo oportunidades.

Lembre-se de uma coisa:

– Nós nunca saberemos TUDO! Coisas novas surgem a cada segundo.

Leia esta breve história…

Imagine que você está em uma estrada, dirigindo a noite, totalmente escura. E, você só tem o seu farol para enxergar à frente.

O problema é que o seu farol só ilumina uns 30 ou 40 metros a sua frente e você não tem a menor idéia do que vem nos próximos 100 metros.

Então, para cada curso que você faz, pra cada nova especialização que você se dedica, é como se você estivesse aumentando a iluminação dos seus faróis e, a partir dali, você poderá enxergar muito mais a frente.

Com isso, você poderá acelerar mais, pois enxergará mais longe, enxergará as novas curvas, poderá criar maneiras melhores de dirigir para se preparar para as curvas que vem pela frente.

Fora que, quando você faz um curso com pessoas mais experientes, é como se elas te dessem um mapa daquela estrada.

Quer dizer, você vai conhecer o caminho antes de chegar nele!

Quando você deixa de fazer cursos e se especializar, você terá apenas duas saídas nesta estrada:

Ou você fica sempre na mesma velocidade, podendo ser surpreendida pelas dificuldades e novidades do seu mercado, ou terá que reduzir a velocidade para não correr riscos.

E…

Reduzir a velocidade significa ficar para trás! Não crescer, não evoluir.

Como dito antes, nós criamos a Academia do Photoshop (Curso Online), que hoje abrange uma grande área do mercado de lembrancinhas e personalizados (criação de artes digitais, vendas, produtos e loja virtual).

⇒ Você pode ver todos os detalhes do nosso curso, Academia do Photoshop, clicando aqui.

Mas, hoje na internet, você encontra muitos cursos online, que você pode fazer dentro da sua casa, de frente para o computador.

Não deixe que os seus faróis fiquem fraquinhos! 😉

Atitude #14 – Usar Seu Perfil Pessoal Para O Seu Negócio

Jamais utilize o seu perfil pessoal das redes sociais para o seu negócio de lembrancinhas.

Principalmente no facebook. Você precisa criar uma “fanpage” para que o seu negócio seja profissional.

A fanpage será uma das portas de entrada de clientes para o seu negócio. É muito simples criar uma fanpage e você faz isso em poucos minutos.

Você precisa usar o seu perfil para criar uma “nova página”, e o seu perfil pessoal não fica relacionado a sua fanpage.

É totalmente independente.

Será na sua fanpage que você irá se relacionar com seu “público-alvo”. É lá que você vai mostrar o seu trabalho e começar a criar a sua “audiência”.

Atitude #15 – Fazer Postagens Erradas Na Sua Fanpage

Hum… legal essa receita que eu recebi! Vou postar na minha fanpage.

– Nããããoooo….

Ih, olha só que absurdo o que esse bandido fez!?! Ah não, preciso compartilhar. Vou colocar na fanpage também.

– Nãããããooo…. por favor não faça isso!

A fanpage do seu negócio é um “templo sagrado” da sua estratégia de negócios.

Não faça nenhuma (nenhuma mesmo) postagem que não tenha relação com o seu negócio. A partir do momento que os seus seguidores perceberem que a sua fanpage é uma (desculpe a palavra) ZONA total, perderá o interesse.

Sempre relacione as postagens da sua fanpage com o seu negócio.

  • Não faça postagens vazias, sem nenhum cabimento.
  • Não compartilhe coisas que não sejam do interesse do seu público.
  • Não poste links de outros sites (pelo menos não no início).
  • Não poste vídeos que não sejam os seus.
  • Não poste fotos, vídeos, imagens pessoais, de família, de passeios.

Tudo isso você deve fazer com seu perfil pessoal e pronto. Ou, crie uma outra fanpage para o “besteirol”.

Ao seguir estas regras você estará dando alguns passos, a frente de muita gente que se diz “profissional”.

Atitude #16 – Não Ter Um Cadastro De Clientes

Esse também é decisivo! Você precisa saber quem são seus clientes, pelo menos Nome e Email pra começar.

Você precisa manter algum relacionamento com seus clientes, depois que eles compram. Essa atitude vai te trazer ganhos enormes, já que você vai diminuir (e muito) as chances do seu cliente ir para outra loja na próxima festa.

Se você está ali, ao lado, se comunicando, mostrando que esta “viva”, enviando alguns emails, sua cliente não precisará se lembrar de você. Ela já vai estar automaticamente com você na cabeça, sempre.

Porque você acha que, aonde você vai, em qualquer lugar, é capaz de você ver uma propaganda da Coca-Cola, da Johnson&Johnson ou de outras grandes marcas?

Existe uma estratégia de mercado que diz que um negócio, ou o seu conteúdo, deve chegar ao seu público através de, pelo menos, 7 canais diferentes. Isso faz com que aquela marca fique fixada em nossa mente, no inconsciente.

Nós, humanos, temos uma série de “gatilhos mentais” que nos fazem tomar ações automáticas, em muitas situações.

Com certeza você já pediu uma “Coca” em um restaurante sem nem pensar, não foi?

– Pois é… isso não acontece a toa! 😉

Portanto, crie o seu cadastro de clientes, no excel mesmo e comece hoje a se comunicar com elas por email, sempre depois de entregar um pedido.

Atitude #17 – Desistir Na Primeira Dificuldade Em Que Esbarrar

Não desista! O maior desafio do empreendedor (e você é uma) é exatamente “ultrapassar as barreiras”, vencer as dificuldades, eliminar os percalços do caminho.

– Aí, vem você, logo agora e me diz que vai desistir porque a impressora queimou? Porque a silhouette não está cortando certo? Porque viu outra loja com preços absurdamente baratos? Porque a sua compra de produtos atrasou?

– Ei! Quê isso?!? Ouu… Acorda!!?!

– Cade o espírito empreendedor!?? Cade a “raça” pra superar os desafios!?!

Os negócios não fracassam! Somos nós quem desistimos deles.
– Conrado Adolpho

– Você… Não… Pode… Desistir!

– Tá me ouvindo??

A única coisa que pode acontecer é você cometer algum erro e perceber que a “rota” do seu negócio estava errada. Aí, você corrige a rota, altera algumas coordenadas e continua em frente!

– Firme! Forte! Com Fé! Sempre…

Esperamos ter ajudado você com estas informações tão especiais. Se você tem pessoas que gostaria que conhecessem este artigo, é só compartilhar aqui em cima, nas redes sociais.

E, se você quiser comentar e deixar a sua opinião, ela é muito bem-vinda e é só você escrever a vontade aqui embaixo.

Você tem mais alguma atitude que acha destruidora? Posta ela aqui e vamos somar todas!

– Solte sua voz! 😉

Fabiano Machado

Fabiano Machado

Engenheiro, apaixonado pelo empreendedorismo no mercado de lembrancinhas personalizadas. Em 2012, fundou o portal Como Fazer Lembrancinhas, agora "Lembrancinhas Lucrativas", que tornou-se referência no Brasil e impacta mais de 500 mil pessoas por ano.

Gostou do texto? Compartilhe abaixo nos comentários a sua opinião e ajude o nosso trabalho. 😉👇👇

Fabiano Machado

Fabiano Machado

Engenheiro, apaixonado pelo empreendedorismo no mercado de lembrancinhas personalizadas. Em 2012, fundou o portal Como Fazer Lembrancinhas, agora "Lembrancinhas Lucrativas", que tornou-se referência no Brasil e impacta mais de 500 mil pessoas por ano.

Deixe Seus Comentários:

Guia Prático

Como trabalhar com lembrancinhas e ganhar até R$ 4.000,00 por mês, no conforto da sua casa